/Campeonato Mundial MTB 24 Horas Solo no Brasil inova com categoria para pessoas com deficiência
Parque Natural Salto do Sucuriu (Wladimir Togumi - Brasil Ride)

Campeonato Mundial MTB 24 Horas Solo no Brasil inova com categoria para pessoas com deficiência

Após sete edições do evento internacional, será a primeira vez que as pessoas com deficiência terão categoria específica. Competição será realizada nos dias 27 e 28 de julho, em Costa Rica (MS)

São Paulo (SP) – Conhecida nacionalmente por incentivar a participação de pessoas com deficiência (PCD) em seus eventos esportivos, a agência Brasil Ride anuncia mais uma importante conquista. Pela primeira vez na história, o Campeonato Mundial MTB 24 Horas Solo da WEMBO (Organização Mundial de Enduro Mountain Bike) contará com a categoria PCD, para homens e mulheres. A competição internacional está marcada para os dias 27 e 28 de julho, em Costa Rica (MS), sendo esperados ciclistas do mundo inteiro.

“Pela primeira vez teremos campeões mundiais na categoria PCD. Esse foi um pedido feito por mim aos representantes da WEMBO, que foi aceito pela entidade. Nas provas da Brasil Ride, sempre incentivamos a prática do esporte de forma democrática, tendo em diversas disputas do nosso circuito a isenção da inscrição às pessoas com deficiência. Fico muito feliz de anunciar essa novidade, que incentivará mais ciclistas a pedalarem pelos seus sonhos, não só aqui Brasil, como no mundo inteiro”, comemora Mario Roma, fundador da Brasil Ride.

Presente na disputa do Pré-Mundial em 2018, o sul-mato-grossense Bruno Paim é um dos atletas beneficiados com a criação da categoria. Se na temporada passada ele correu na categoria de duplas, ao lado de Mateus de Araújo, completando em quinto lugar, desta vez terá a oportunidade de competir na solo, lutando por uma camisa de campeão mundial em sua categoria. Paim não tem os dois braços, devido a uma má formação na infância.

Bruno Paim na edição de 2018 da ultramaratona (Divulgação - Brasil Ride) Bike na Pista
Bruno Paim na edição de 2018 da ultramaratona (Divulgação – Brasil Ride) Bike na Pista

“Fiquei bem feliz quando soube dessa novidade. Vai ser muito bom voltar a competir em casa, no Mundial MTB 24h Solo 2019. O público local com certeza irá me apoiar, o que é um sentimento inexplicável, de arrepiar mesmo”, comenta Bruno Paim, natural de Dourados (MS). “Nesse tipo de prova de longa duração você nunca sabe se vai conseguir terminar bem. O desgaste é grande e o ritmo tem que ser bom pra estar inteiro no final. Não dá para prever como será o desempenho, mas apenas pedalar com foco”, complementa.

Estreia no formato – Já o mineiro Athos Martins, que tem seu braço esquerdo amputado, fará em Costa Rica sua estreia em provas de 24h de duração. No entanto, o atleta tem vasta experiência no ciclismo e nas provas da Brasil Ride. Em 2014, disputou a final do Campeonato Mundial de Ciclismo Estrada e Contrarrelógio na Eslovênia, graças a vaga que ganhou na Road Brasil Ride daquele ano. Nos anos seguintes, competiu na ultramaratona Brasil Ride, realizada na Bahia.

Athos na Brasil Ride em 2015 (Sportograf - Brasil Ride) Bike na Pista
(Sportograf – Brasil Ride) Bike na Pista

“Estou com muita expectativa de correr o Mundial de 24h Solo. É muito bom ter um campeonato deste nível no Brasil, porque vai trazer atletas estrangeiros que estão entre os melhores da modalidade. É bom demais ter a oportunidade dessa convivência e poder tirar diversos aprendizados dessa experiência”, avalia Athos. “Nunca corri uma prova nesse formato, mas já disputei quatro vezes a ultramaratona Brasil Ride na Bahia, entre 2014 e 2018. Sei que as 24 Horas são diferenciadas, apesar de eu já estar acostumado a longas distâncias. Estou treinando e me preparando psicológica e fisicamente para esse desafio”, completa.

Athos aproveita para enaltecer a atitude da organização do Mundial, em pleitear mais uma categoria no evento. “Fico muito feliz com a iniciativa do Mario Roma em promover a categoria PCD no Mundial 24 Horas. O Mario é uma pessoa que admiro muito, porque é um cara que sempre nos valorizou e gosta de nós, ciclistas. A nossa inclusão no evento só faz crescer a categoria e faz com que mais pessoas com deficiência venham a praticar nosso esporte. Assim, conseguimos socializar esses atletas e desconstruir as diferenças”, finaliza.

Estafe do Pré-Mundial 24H em Costa Rica (Wladimir Togumi - Brasil Ride) Bike na Pista
(Wladimir Togumi – Brasil Ride)

Inscrições – As inscrições para o Campeonato Mundial Mountain Bike 24h Solo seguem abertas e devem ser feitas diretamente pelo site da Sprinta: https://app.sprinta.com.br/event/15bc4a294a01c5. Todas as informações sobre o evento estão no site da Brasil Ride, em: http://www.brasilride.com.br/press/prova/24horasmundial.

O Campeonato Mundial Mountain Bike 24 Horas Solo é organizado pela Brasil Ride, com a chancela da WEMBO (Organização Mundial de Mountain Bike de Endurance) e tem Costa Rica (MS) como cidade-sede. Os patrocinadores são Land Rover, Shimano, Specialized e Unidas – Aluguel de Carros. Full Gas, LAF Corretora de Seguros,La Maglia, Red Bull e Thule são os apoiadores.

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.